31 dezembro 2009

Desejo-vos um feliz e próspero ano de 2010

Francamente desejo-vos sempre isso e não é por ser ano novo que eu desejo-vos mais ou menos, mas fica bem dizer coisas deste género nesta altura do ano. Para mim é só mais um dia no continuo interminável de dias.

Aparentemente

Aparentemente já publiquei quinhentas coisas neste blog... está vai fazer 501... e assim ultrapasso o meio milhar! Obviamente não me dei ao trabalho de contar mas é esse o número que aparece no painel de controlo deste blog.

edit: reparei agora que este número inclui os rascunhos não publicados, tenho 496 coisas publicadas neste blog... mesmo assim é um número respeitoso.

28 dezembro 2009

Apetece-me

Construir-te um templo mais grandioso que o Taj Mahal, em que cada pedra é uma bela palavra e as decorações são engenhosas figuras de estilo. Alto e iluminado, até os céus o contemplam, até os céus o invejam. Também a câmara não me deu autorização para começar esta obra e eu comecei-a clandestinamente. Mas a caneta já não tinha tinta e as belas palavras desaparecem como suspiros no vento e as engenhosas figuras de estilo já não são mais do que um exercício mental nunca acabado.

24 dezembro 2009

Natal...

Desejo-vos um Feliz Natal cheio de coisas porreiras pá!

19 dezembro 2009

Alegria do momento


I have none... aber, ich hasse, mag, liebe du...

17 dezembro 2009

FarmVille... duas ajudas ;P

Para aqueles que acham que dá muito trabalho clicar nos campos todos e o boneco demora montes de tempo até cultivar tudo deixo aqui duas ferramentas que não vos vão deixar ficar mal!

FarmVille Magic Tools => Cava, planta e colhe automaticamente! (só consegui usar a versão 1.3, até agora ainda não consegui sacar a 1.4... :( )

Nessgears => acelera o jogo para fazeres tudo com tempos menores de espera! (prefiro a versão 1.0 do que a SE, pois acho mais intuitiva... mas são escolhas pessoais)

Os agradecimentos vão para:
www.nessuno.org

edit:
Já consegui sacar a versão 1.4 do FarmVille Magic Tools e não dei por grandes diferenças em relação a 1.3.
No quando postei isto aqui usar velocidades no Nessgears superiores a 5x causava out of sync no FarmVille mas eu e os meus amigos temos usado com as velocidades máximas das ferramentas e isso já não se verifica.

16 dezembro 2009

2 pics.


14 dezembro 2009

Está frio...

está mesmo muito frio...
Decidi escrever aqui as vagas ideias que eu tenho para o meu futuro... ir até a Alemanha. Não sei quando, nem durante quanto tempo, nem fazer o quê... Queres vir comigo?

13 dezembro 2009

Sonhos...


Mais de Cyanide and Happiness aqui!


Sadly this pic is related...

11 dezembro 2009

Olá!

08 dezembro 2009

07 dezembro 2009

Tenho de mudar a minha forma de votar...

Reparei que dou muito peso ao passado o que leva a acabar por votar naquele partido que queria que ganhasse em eleições passadas...
Estou a pensar mudar de forma a que o peso do sentido de voto seja uma função exponencial negativa dos últimos anos ou um gaussiana em que a média fica nos últimos 2 anos e o desvio padrão uns 3 ou 4 anos...
Obviamente tenho de ter sempre em contas as condições de fronteira correspondentes a impossibilidade de votar tanto na estrema direita como na estrema esquerda...
Deve ficar uma função porreira!

05 dezembro 2009

Glory Box



by
Portishead

30 novembro 2009

Espero que se tenham enganado na vírgula

Tenho visto pela internet a noticia de um escândalo, cuja fonte é esta. Resumindo, segundo o site Base (site onde se podem ver os gastos do estado) o site do centenário da república foi comprado por 99 500,00€... espero que tenha sido um daqueles erros em que a virgula ficou duas casas à direita do que devia. O site foi construído usando como base o Drupal que é open-sorce e grátis e o tema Zen que também é grátis...

Sprechen Deutsch

Heute Ich war mit mein schwester sprechen auf Deutsch auf messenger. War sehr gut, das Amüsiere mich, aber Ich keine sprech gut Deutsch. So, Ich betrogen und war verwenden google translator für hilfe mich.

;)

Sad Cow




Sad Cow is sad...
Isto é um printscreen da imagem de erro do farmville.

29 novembro 2009

Estou...

Mole, macio, enfadonho, aborrecido... em inglês é bored. Cada língua tem as suas características.

Tenho um trabalho sobre os princípios físicos de um EDFA para fazer e nem sei por onde começar...

27 novembro 2009

Duvido que deva escrever isto mas...

Tenho dois amigos de longa data na Capital do mundo, um menino e uma menina (ambos com mais de vinte anos). O rapaz é o meu melhor amigo de infância, a rapariga conheço desde o 10º ano ou coisa parecida. Acontece que parece que a rapariga parece gostar mesmo a sério do rapaz... se fosse só isto nem era muito mau... mas com vários elementos adicionais garanto que esta história ganha uns contornos agravantes... e vou ficar-me por aqui...

19 novembro 2009

pois...

Encontrei isto nas internetz e decidi partilhar...

17 novembro 2009

Tens razão...

não, não esqueci... e uniformizei uma resposta a isso.

12 novembro 2009

why can't we get along?

I they did it, why can't we?


And no, I will not pay you 1.25 billion us$...

08 novembro 2009

Fun

"What's all the fun about having fun? About being happy? Já vi tantas civilizações a cair sobre o peso da felicidade instantânea. Desejava que não tivesse sido literalmente, assim não seria tão velho quanto sou. Posso não estar alegre, mas isso não se deve à falta de diversão. It's just a broken heart and the reaching of my limits, would I be better with the fun of the moment? Nein! Ich bin sehr müde, aber das ist mein Krieg. So many civilizations gone forever..."

Matthias Ettrich Receives German Federal Cross of Merit

Noticia aqui.

É sempre bom ver o trabalho destas pessoas a ser reconhecido.

04 novembro 2009

My brain is melting...

-Irmão, quem és tu?
-NINGUÉM!
-Epa, também não era preciso gritar...
-Sim, era! De outra forma perdia a piada à "Frei Luís de Sousa".

03 novembro 2009

Quase a ceder...
Tenho de puxar só um pouco mais...
Desculpa, mas não posso mais...
Tenho de poder...
Estou tão cansado...
Só um pouco mais...
Quero poder descansar...
Descansarei quando chegar o descanso eterno...

01 novembro 2009

keep zomming

Para quem não conhece...






31 outubro 2009

Pequenina



by Xutos e Pontapés

Memórias...

28 outubro 2009

darklyrics.com =>Um site com letras de músicas que eu até tenho tendência a gostar.

27 outubro 2009

Prefiro

"Como aquele que nada sabe do assunto prefiro não falar sobre isso"

24 outubro 2009

Cheguei lá...

"E como ao curso de água que encontra um dique no seu caminho eu te digo:
- Chegaste aqui e daqui não passaras!"

21 outubro 2009

Cosas da bida

Está frio e chuva, não é mau mais veio meio de repente. Apetece-me Leitão no espeto.

Há alguns dias atrás fiz um quiz no facebook daqueles para quantificar aquilo que conhecem de mim. 7 pessoas fizeram o quiz o que revelou umas estatísticas interessantes. Estava para não falar nos resultados para não influênciar aqueles que ainda não fizeram o quiz mas, qual é o interesse do Japão para 4 das 7 pessoas fazerem esta escolha? Se fosse em meados do século passado até podia estar correcto mas agora...

14 outubro 2009

Ontem estava para publicar isto mas esqueci-me.

Dia 13 de Outubro de 1307 (salvo erro) foi o dia em que o grão-mestre da ordem do Templário foi detido por ordem do rei de França da altura, dando assim início a sexta-feira 13 como dia de azar. São 702 anos de sexta-feiras 13 de azar.

12 outubro 2009

Pequerrucho

Tenho um pequerrucho* como já queria ter à muito! =D
Agora espera-me uma longa noite de instalações e configurações!

*no caso um Acer Aspire One D150 B1.

11 outubro 2009

Alma Mater



by clube de música de uma escola qualquer.

para termo de comparação:



by Moonspell

06 outubro 2009

Cigarro

"Nos altos e baixos da vida ao aparecer um problema fumo um cigarro, e se estiver para cortar os pulsos fumo dois seguidos. Por um breve momento sou o mais leve dos seres pesados, sou o mais alegre dos seres triste, sou o mais livre dos seres enjaulados. Por este breve momento os problemas desaparecem num cigarro não tão pensador quanto isso."

02 outubro 2009

Mão solta

"Agarrei a tua mão para passar-mos uma estrada. No meio da multidão ninguém precisa de estar sozinho. A estrada foi passada e os nossos dedos continuaram entrelaçados. Se um caia o outro levantava-o. Éramos um no plural. Não sei quando e as nossas mão soltaram-se. Hoje caminhamos sozinhos no meio de novas multidões. Já conheci cada aresta do teu ser e hoje não consigo reconhecer o teu rosto, prefiro não o fazer."

01 outubro 2009

Morgenstern



by Rammstein

Julga-me

"Quero que me julgues! Para ti quem sou eu? Quando olhas para mi quem vês? Quando pensas em mim o que sentes? Apareço nos teus sonhos ou nos teus pesadelos? Quem sou eu para ti? Se para mim já não sou ninguém! Se para mim sou invisível! Se já não penso nada e nada sinto! Se já não sonho, só me sobram pesadelos! Se já não existo sem ti, se já não existo para ti!"

29 setembro 2009

turupu

Não vou ter FTER, lálálá! Não vou ter FTER, lálálá! Não vou ter FTER, lálálá!

Agora vou calar-me com isto...

Não vou ter MMA, lálálá! Não vou ter MMA, lálálá! Não vou ter MMA, lálálá!


No fim posso arrepender-me, mas até lá... lálálá!

24 setembro 2009

Título




You Scored as Agnosticism

You scored as agnosticism. You are an agnostic. Though it is generally taken that agnostics neither believe nor disbelieve in God, it is possible to be a theist or atheist in addition to an agnostic. Agnostics do not know or claim to know whether or not God exists, but could admit that someone else might know. An intellectually honest agnostic would have to take that position, as he has no more evidence of the impossibility of knowing God than he has of the existence of God. Agnosticism is a philosophy that God's existence is not proven. Some say it is possible to be agnostic and follow a religion; however, one cannot be a devout believer if he or she does not truly believe.








Agnosticism


60%






Confucianism


55%






Christianity


45%






Islam


45%






Satanism


40%






Buddhism


35%






Hinduism


25%






Judaism


25%






Haruhism


20%






Atheism


15%






Paganism


0%



De notar que não sou muito nada...

Quiz aqui.

22 setembro 2009

21 setembro 2009

Dreamless - teste para a tag de audio



by Moonspell.

16 setembro 2009

Estado da Arte

Neste momento tenho a minha cabeça em meia dúzia de coisas, em amizades tão estranhas que nem sei se o são, em política e no estranho caso de não saber em quem votar, na vida acadêmica por onde não sei pegar e em mais meia dúzia de coisa menores.
Em relação às amizades não há grande coisa a fazer. A vida dá muitas voltas e algumas não me são previsíveis
Na politica sempre fui defensor do PSD, no entanto nas européias já me custou votar no PSD mas, gostava do candidato e votei nele (sabiam que ele ouve música metal?). Nas autárquicas o meu voto vai para o candidato do PSD, é um gajo porreiro... e já sabe à priori que vai perder contra o Rodrigues(candidato do PS que tem a vitória garantida). Agora as legislativas é que é mais problemático, não gosto da Manuela Ferreira Leite e sempre que ela abre a boca fico com menos vontade de votar nela. Quem me conhece sabe que eu nunca votaria no BE, CDU ou PS, pelo que sobra o PP... e mais do que nunca me senti inclinado para votar nele. Acho que a única forma de votar no PSD era sabendo que a Manuela se iria rodear de gente competente mas, não me parece ser esse o caso, os amigos parecem estar em primeiro lugar. Querem ver que ainda voto em branco?
Bem tenho de ir pegar na UA...



Reise, Reise by Rammstein (com legendas em inglês)

10 setembro 2009

Mess of Me



by Switchfoot

Novo single de uma banda que aprecio.

31 agosto 2009

Probabilidades

A probabilidade de eu ir fazer um inter-rail são elevadas... e a de no fim reprovar por faltas a todas as cadeiras é muito elevada. Decisões...

24 agosto 2009

Here Today, Gone Tomorow



by Ramones

21 agosto 2009

Bug no Mafia Wars

Como da para ver pela imagem, com o attackcuba, uma ferramenta para atacar ate ficarmos sem stamina em cuba e curarmo-nos em NY, após a última actualização da zynga, esta a deixar atacar bastante para além da stamina esgotada! Já subi um nível com isto...


P.S.: E pronto, tudo o que é bom acaba depressa! Mas deixo as minhas estatísticas movas
Jobs Completed 6834
Job Assists 68
Most consecutive days doing jobs 35
Most jobs done in one day 1838
Fights Won 9001
Fights Lost 1488
Fights Won in Cuba 8503
Death 37

Tinha pouco mais de 1000 lutas ganhas em Cuba, cerca de 4000 trabalhos feitos e subi de nível 114 ou 115 para 139, mas apenas tinha 25 mortes... compensou totalmente

18 agosto 2009

Fogo




by UHF

13 agosto 2009

Férias

Tive uns dias de férias, foram bem boas! Primeiro tive uns dias em casa dos meus avós e depois fui uns dias para Unhais da Serra(Covilhã).

08 agosto 2009

pois é...

fiz anos no dia 3 mas tenho andado demasiado ocupado para meter aqui alguma coisa sobre isso...

27 julho 2009

Não sei conduzir...

mas passei! Com 13(treze) falhas, mas passei! Agradeço a Deus, sem Ele garanto que não tinha acontecido!(não, não estou a brincar...)

20 julho 2009

Animal Farm

Ou "Triunfo dos porcos" em português, foi um dos primeiros filmes que eu me lembro de ver e que me marcou muito. Baseado no livro do mesmo nome de George Orwell, o escritor de Nineteen Eighty-Four (aka Big Brother), todo o filme/livro é uma enorme critica à União Soviética de Stalin.

Podem ver aqui o filme em Inglês e sem legendas:

http://www.youtube.com/watch?v=NZldlyeR8DU

17 julho 2009

Na minha cabeça ouvesse fado

e a letra é mais ou menos assim:

Nos meus olhos secos
chooora a minha alma,
Pois tu eras aquelaaa que eu mais amava
no norteeee do Ribateejo.

13 julho 2009

Reprovei

no exame de condução, arranquei 4x em 3ª...

06 julho 2009

Cannonball



by Damien Rice

04 julho 2009

FarmVille

Depois da Inês e do Mauro, também eu sucumbi a este jogo. Para quem não conhece deixo aqui uma imagem da minha quinta actual. E sim, abri uma conta no dfacebook só por causa disto...




Para os que já conhecem deixo aqui uma ajuda organizada por mim e pelo Mauro ;)

03 julho 2009

Números

Números são como símbolos,
há números para tudo
e tudo são números.

Como número sou um limite
uma indeterminação neste mundo.

Sou um tudo espalhado
por planos intermináveis.
E quando levanto esta indeterminação
Sei o nada que realmente sou.

01 julho 2009

A fase final

Já tenho exame de condução marcado para dia 13 de Julho!

29 junho 2009

As heras da ira

Verde na esperança de abraçar e estrangular.
Escala as paredes da alma, prende e não larga.
Agarra-se a cada fenda e continua a sua escalada.
Não recua nem pára até tudo ser verde,
verde seco da esperança a morrer.


Estava aqui a organizar umas coisas e encontrei este texto. Não me lembro quando o escrevi.

28 junho 2009

Amanha vai ser um dia daqueles...

... exame de nano não perdoa.

26 junho 2009

Feeling Good

or I'm just getting insane...



by Muse

24 junho 2009

Calcanhares de Aquiles

Este ano já ultrapassei dois dos meus calcanhares de Aquiles, um foi Cálculo 2 e o outro foi a prática de ondas com 15 e 13 respectivamente!

:D

23 junho 2009

Back to the living

17 junho 2009

Porque é que eu haveria de querer mais do que o que necessito?

13 junho 2009

Hoje está um dia tão calmo...

Hoje está um dia tão calmo... se comparado com ontem.

12 junho 2009

Submerso

Afogo-me num passado que não sabia que tinha guardado. As minhas vãs palavras que esculpiam belos sentimentos... passado perdido, felizmente perdido e infelizmente reencontrado. Tu disseste-me qeu eu não te conhecia e eu respondi com algo tão estupidamente lamechas, passado uns tempos tu disseste-me algo estupidamente lamechas e eu respondi que tu não me conhecias... no fundo conhecíamos-nos como ninguém. Fico triste por ter gasto tão belas palavras contigo, não que tu não merecesses. Fico triste mas não me arrependo. Estou submerso em pensamentos de outros tempos enquanto procuro a relação com o onde me encontro. As vezes... talvez, só talvez... não.

10 junho 2009

Mousse de Chocolate

Para aqueles que pensavam que era o fim das receitas :P

Mousse de Chocolate - 4 pessoas muito gulosas.
Dificuldade de concepção - Fácil
O meu prato favorito - Não, mas gosto bastante.

Ingredientes:
- 1 tabulete de chocolate de 200g;
- 125g manteiga;
- sal;
- 6 colheres de sopa de açúcar;
- 6 ovos.

Derreter o chocolate com uma pitada de sal, 2 colheres de sopa de açúcar e a manteiga em banho maria. Mexer até ficar homogéneo e tirar do lume. Separar as gemas das claras dos 6 ovos. Ao chocolate ir juntando devagarinho as gemas, para não cozerem, e ir mexendo com uma vareta. Bater as claras em castelo enquanto se acrescenta 4 colheres de sopa de açúcar. Ir juntando o chocolate as claras enquanto se continua a a bater numa velocidade inferior. Quando tiver homogéneo levar ao frigorífico e esperar até ficar pronto a servir.

Edit: Fiz algumas emendas.

09 junho 2009

Podemos ser diferentes, mas para mim continuas a ser uma rapariga fabulosa. Podemos não ter nada a ver um com o outro, mas eu continuo a admirar-te. Nunca esperarei vir a compreender-te no teu todo, mas tentarei respeitar aquele teu lado que me é oposto. Poderei nunca vir a ser perfeito, mas tentarei ser melhor em cada pormenor. Posso gostar de ti, mas quero deixar-te voar.

07 junho 2009

Hoje...

Já cumpri com o meu dever de voto.

04 junho 2009

Sombra

A luz que ilumina o que fui gera o que sou. Nessa altura tinha em que acreditar, agarrava-me a isso e assim era forte. O tempo passou e as minhas crenças foram abaladas, uma a uma foram ruindo.

03 junho 2009

Por falar em apostas "estranhas"

Tenho dois amigos meus, um rapaz e uma rapariga, que decidiram fazer uma aposta. Qual é a aposta? Quem consegue urinar pelo gargalo de uma garrafa sem sujar à parte de fora da garrafa... Tanto quanto sei ainda não iniciarão o desafio.

02 junho 2009

Muss es sein?

"Es muss sein!"


Sou um homem de apenas um livro... ou talvez não...

Espetacular!

A forma como as mães têm sempre razão ;)
Agora só preciso que a minha me dê a receita daquilo que eu comi no Domingo. Sim, porque melhor cozinheira que a minha mãe só mesmo a minha avó materna! =D

01 junho 2009

Quando não sabes o que dizer...

...'tá calado e cala-te!

30 maio 2009

Músicas que me apareceram durante a vida

"I don't know what I can save you from" by Kings of Convenience
"Your sex is on fire" by Kings of Leon
"Swing life Away" by Rise Against
"Blind for you" by Di-rect
"Don't kill me tonight" by Di-rect
"Alone" by Ramp
"Oxalá" by Madredeus

Não são as minhas músicas favoritas, mas apareceram e ganharam um qualquer significado especial... de uma forma ou de outra.
Já me tinha esquecido de quanto Torres Novas consegue ser quente e abafado no verão.

28 maio 2009

Aceder à VPN da UA no Fedora 10

Deixo em poucas linhas e de forma concisa a forma que encontrei de aceder à VPN da Universidade de Aveiro usando Fedora 10.
Como pré-requisito necessitará de instalar os pacotes "pptp" e "NetworkManager-pptp", não creio ser necessário a instalação de outros.

-Primeiro clicar no icon do Network Manager e seleccionar Ligações VPN -> Configurar VPN
-Na janela que aparece clicar em "Adicionar"
-Seleccionar "protocolo de tunneling Ponto-a-Ponto (PPTP)" e clicar em "Criar..."
-No campo de "Nome da ligação" metam o nome que quiserem,
-No campo de "Gateway" metam "vpn.ua.pt",
-Nos campos de "Utilizador" e "Senha" metam os dados do vosso login universal da UA,
-Clicar em "Avançado..."
-Na janela que aparece seleccionem "Utilizar encriptação Ponto-a-Ponto(MPPE)"
-Clicar "Ok" e na outra janela "Aplicar"
-Ir a Sistema->Preferências->Internet e Rede-> Proxy de Rede
-Seleccionar "Configuração automática de proxy"
-No campo "URL de configuração automática" meter "http://proxy.ua.pt/autoconf.pac"
-Voltar a clicar no icon do NetworkManager e em Ligações VPN vai aparecer um novo campo com o nome que deu a ligação.
-Clique nesse nome e espere uns segundos...
-Já pode abrir o Firefox(digo FF porque só testei com ele) e aceder à net pela vpn da UA.

Se não me esqueci de nada isto é suficiente para aceder a net.
Ainda estou para saber se foi a melhor prenda de sempre ou uma maldição para a vida toda...

26 maio 2009

Relembro...

Estranhamente relembro uma pergunta:
"'tás amuado?"
Na altura não percebi, mas agora fez-se luz. A resposta devia ter sido:
"yah!"
Não foi.

Nunca sei...

...quando lutar e quando fugir.




I don't know what I can save you from
by Kings of Convenience



Don't kill me tonight
by Di-rect

p.s.: Promoção do dia:Duas música para cortar os pulsos pelo preço de uma.

25 maio 2009

Peço ao vento que uive no meu ouvido,
a verdade de meu coração partido,
  e não, não quero sermão encomendado

Peço ao vento que tão cedo me uive,
se no meu coração a esperança vive,
  e não, não quero sermão encomendado

a verdade de meu coração partido,
e do ego tão gravemente ferido,
  e não, não quero sermão encomendado

se no meu coração a esperança vive,
que o seu coração por mim se cultive,
  e não, não quero sermão encomendado

p.s.: Sim, tenho um fraquinho por cantigas de amigo...

22 maio 2009

Motivational

No amor...

"...quando passa a paixão fica a amizade."

Não sei quem disse isto pela primeira vez, mas duvido que tenha sido eu.

19 maio 2009

Sorte/Ser boa pessoa.

No sábado distrai-me um pouco com as horas de apanhar o comboio. Cheguei e fiquei na fila do bilhete com a sensação de ouvir que um comboio estava esgotado e com esperança de não ser o meu. Passado uns minutos um rapaz que estava atrás de mim pediu se me podia passar à frente porque estavam a anunciar o comboio dele, não era o meu, era um que partia uns 5 ou 10 minutos antes do meu, e aceitei. Com isto perdi mais um ou dois minutos na fila. Quando finalmente fui atendido o senhor disse que já não havia bilhetes para o meu comboio e que eu teria de ir no próximo. Eu não tinha outra hipótese e aceitei. Ao ver o computador o senhor disse:
- "Acabaram de cancelar um bilhete em Santarém."(ou parecido, não me lembro das palavras exactas).
Caio-me o queixo! Se eu não tivesse deixado o rapaz passar-me à frente eu teria chegado antes do bilhete ficar disponível e acabaria por só ir no comboio que partia 2 horas depois. Há quem diga que ser bom não compensa, a mim compensou.

18 maio 2009

Que soidade de mha senhor ei,
quãdo me nembra d'ela qual a vi
e que me nembra que ben a oí
falar, e, por quant bẽ d'ela sei
      rogu'eu a Deus, que end'á o poder
      que mha leixe, se lhi prouguer, ver

Cedo, ca, pero mi nũce fez bẽ,
se a nõ vir, nõ me posso guardar
d'enssandecer ou morrer cõ pesar,
e, por que ela tod' end' poder tẽ,
      rogu'eu a Deus, que end'á o poder
      que mha leixe, se lhi prouguer, ver

Cedo, ca tal fez nosso Senhor;
de quãtas outras [e]no mũdo son
nõ lhi fez par a la minha fe, nõ,
e, poi-la fez melhores melhor,
      rogu'eu a Deus, que end'á o poder
      que mha leixe, se lhi prouguer, ver

Cedo, ca tal a quis[o] Deus fazer
que, se a non vir, non posso viver.

by D. Dinis


uma espécie tradução:

Que saudade da minha senhor tenho,
quando me lembro de como a vi
e que me lembro de como bem a ouvi
falar, e, por quanto bem de ela sei
      rogo a Deus, que para isso tem o poder
      que me deixe, se a assim aprovar, ver

Cedo, porque, para mim nunca fez bem,
se não a vir, não me posso guardar
de enlouquecer ou morrer com pesar,
e, por que ela todo o poder disso tem,
      rogo a Deus, que para isso tem o poder
      que me deixe, se a assim aprovar, ver

Cedo, porque como a fez Nosso Senhor;
de quantas outras no mundo há
não fez outra como ela, não,
e, pois a fez das melhores a melhor,
      rogo a Deus, que para isso tem o poder
      que me deixe, se a assim aprovar, ver

Cedo, porque tal como a quis Deus fazer
que, se não a vir, não posso viver.

A tradução pode não estar grande coisa mas é o que consigo fazer.

15 maio 2009

Sol e Lua...

... E como o Sol e a Lua que quase somos,
escondo-me atrás de uma qualquer terra.
Com a agonia de quem constantemente erra,
quero voltar a ser aquilo que já fomos.

13 maio 2009

"Gosto de ti como a lua gosta do sol,
Iluminas-me e sem ti sou escuridão.
Sigo-te como te segue um girassol.
Quero-te e procuro o teu perdão."


12 maio 2009

Pergunta:

Ai flores, ai flores do verde pino,
se sabedes novas do meu amigo!
Ai Deus, e u é?

Ai flores, ai flores do verde ramo,
se sabedes novas do meu amado!
Ai Deus, e u é?

Se sabedes novas do meu amigo,
aquel que mentiu do que pôs comigo!
Ai Deus, e u é?

Se sabedes novas do meu amado,
aquel que mentiu do que mi á jurado!
Ai Deus, e u é?

Resposta:

Vós me preguntades polo voss’amado,
e eu bem vos digo que é san’e vivo.
Ai Deus, e u é?

Vós me preguntades polo voss’amado,
e eu bem vos digo que é viv’e sano.
Ai Deus, e u é?

E eu bem vos digo que é san’e vivo
e seera vosc’ant’o prazo saído.
Ai Deus, e u é?

E eu bem vos digo que é viv’e sano
e seera vosc’ant’o prazo passado.
Ai Deus, e u é?


by D. Dinis

Nota: Fiz a separação desta cantiga sem duas partes para facilitar a compreensão da mesma.

Explicações (retiradas daqui)

pino: pinheiro
novas: notícias
e u é?: e onde ele está?
do que pôs comigo: sobre aquilo que combinou comigo (isto é, o encontro sob os pinheiros)
preguntades: perguntais
polo: pelo
que é san’e vivo: que está são (com saúde e vivo)
e seera vosc’ant’o prazo saído (passado): e estará convosco antes de terminar o prazo combinado

Ouvir mp3 no Fedora

Para aqueles querem experimentar o Fedora 10 e não conseguem viver sem as suas músicas em mp3 deixo aqui um repositório chamado rpmfusion. Este repositório consiste na fusão de 3 antigos repositórios de pacotes para o fedora cujos programas não eram incluídos nos repositórios oficiais por motivos vários (nomeadamente por serem de código fechado ou proprietário). Após a instalação deste repositório têm à vossa disposição plugins que permitem reproduzir formatos proprietários para os leitores de música mais comuns e alguns programas como o VLC e o Mplayer que permitem ver vários formatos de vídeo. Este repositório possui ainda vários pacotes com driver proprietários, por exemplo os drivers fglrx para placas ATI.

Forma facil de instalar o repositório:

su -
rpm -Uvh http://download1.rpmfusion.org/nonfree/fedora/rpmfusion-nonfree-release-stable.noarch.rpm http://download1.rpmfusion.org/free/fedora/rpmfusion-free-release-stable.noarch.rpm

Se tiverem alguma dúvida sobre o assunto podem deixar comentário, que se eu puder ajudar ajudarei.

11 maio 2009

Estou numa altura bastante engraçada. Quero escrever certas coisas, no entanto não as vou escrever. Posso contorna-las, posso disfarça-las, posso codifica-las. Podia fazer muita coisa, mas acho que vou acabar por não escrever nada.

10 maio 2009

Venho por este meio agradecer às ondas do mar de Vigo por me trazerem novas...

08 maio 2009

Ondas do Mar de Vigo

Ondas do mar de Vigo,
se vistes meu amigo!
E ay Deus, se verrá cedo!

Ondas do mar levado,
se vistes meu amado!
E ay Deus, se verrá cedo!

Se vistes meu amigo,
o por que eu sospiro!
E ay Deus, se verrá cedo!

Se vistes meu amado,
por que ei gran cuidado!
E ay Deus, se verrá cedo!

by Martín Codax

07 maio 2009

Decisões

... tem mesmo de ser!

06 maio 2009

Concelho

Hoje vou juntar o concelho, o velho concelho. Noto a imprudência da juventude nas acções que sou levado a tomar. Que idade tenho? No corpo bem menos que na cabeça. Há quem diga que a velhice é um estado de espírito, se assim for, então sou velho, tão velho que se torna difícil imaginar. Talvez devesse abrir o jogo, mostrar a minha mão e desejar ganhar pela sorte, mas neste caso duvido. Quando era garoto o mundo dividia-se de uma forma tão perfeita, agora todos os conceitos ganharam uma tão grande abstracção.

P.S.: Desculpa

05 maio 2009

tuuu tuuu tu tu

"Maybe I am the man of the universal two words
The lie and the lie, the scorn and the scorn
You want to know how I am
To forgive me what I am"


Tirado de "Tired" by Moonspell
Sexta acordei de manhã, passaram-se duas linhas de pensamentos pela cabeça... já sei que vou ter uma semana horrível (e se for só uma semana já não é mau).

04 maio 2009

virtual @ google.pt

Hoje estava eu à procura por informação sobre um programa chamado virtualbox e com o qualquer pessoas vou ao google.pt. Mas distraído em vez de escrever "virtualbox" escrevi só "virtual". Escândalo! O 3º resultado foi logo este:



Imaginem se eu fosse uma criança à procura do significado da palavra "virtual" no google?? Não sou! Portanto cuspi-me todo(não de uma forma literal)!

p.s.: cuspir-me todo significa parti-me a rir.. yah, eu sei, é infantil.

02 maio 2009

Alone



by Ramp.

Magdalene



by Moonspell

Angel In the Dark



by Nemesea.

Não é uma das minhas favoritas deles mas é o que há de melhor qualidade pelo youtube :S

01 maio 2009

Amarok 1.4.8 no Fedora 10

Se como eu não gostaram do Amarok 2, então deixo aqui o rpm do amarok 1.4.8 que vem com o Fedora 9 e o libmtp necessário (ou suficiente) para a sua instalação. Para instalar o Amarok 1.4.8 comecei por procurar as dependências necessárias e instalei a versão mais recente delas excepto para a libmtp que o amarok 1.4.8 exige ser a versão antiga que vem no link, depois instalei libmtp e o amarok 1.4.8. Ficou tudo a funcionar mas para poder ouvir mp3 tive de instalar o pacote xine-lib-extras-freeworld do repositório rpmfusion.

Para não actualizar o amarok e o libmtp façam:
su -
gedit /etc/yum.conf
e acrescentem esta linha:
exclude=amarok.i386 , libmtp
para ficar neste género:
[main]
exclude=amarok.i386 , libmtp
cachedir=/var/cache/yum
keepcache=0
debuglevel=2
logfile=/var/log/yum.log
exactarch=1
obsoletes=1
gpgcheck=1
plugins=1
installonly_limit=3
Nota1: A libmtp mais recente é uma dependência do rthythmbox pelo que ele será desinstalado, mas como vão ficar com o amarok já não precisão.
Nota2: Quero agradecer ao leigh123linux do http://forums.fedoraforum.org/ pela ajuda prestada com a não actualização automática dos pacotes em questão.

Poesia

Como talvez alguém já tenha reparado eu já escrevi em poesia. Hoje sinto a necessidade de explicar como começou e como acabou. Tudo começou quando eu estava no meu 11º de Artes e fui a um baile de gala organizado pela turma de uma rapariga de quem eu gostava, vamos chamar-la Ana. Nessa noite acabei por começar aos beijos com uma rapariga, a rapariga era uma amiga de longa data e vamos chamar-la de Sílvia. Na altura estava bem mas, quando me apercebi do que estava a acontecer, parei porque ainda gostava da Ana e achei aquilo errado. Foi esse momento que acabou por proporcionar o meu primeiro poema:

Ho, vida minha azar o meu,
Ho, morte minha pela qual espero eu
Indigno eu que não devia
Leu ela o que eu não escrevia
Por querer, doce beijo dado
Eu gostei, mas não dei esse lado
Cruel eu fui por frio ser
Se eu ó menos o pudesse desfazer…

Este poema nasceu da divisão que sofri entre ter gostado daquele momento com a Sílvia e o mal estar por me sentir a trair a Ana.
Assim, um atrás do outro os poemas iam surgindo, acabei por esquecer a Ana e nunca mais tive nada com a Sílvia. Acabei por voltar a apaixonar-me, desta vez por uma rapariga a quem vou chamar de Nádia. Escrevia, o meu amor rejeitado por ela, de uma forma tortuosa. Sim, ela chegou a saber que eu gostava dela. Não, ela não gostava de mim, pelo menos não da mesma forma. E acabei por dividir-me em tantas partes. Mas nesse momento a minha escrita ficou tão ligada a ela que quando deixei de sentir o que sentia por ela a poesia parou e a pena que usava para descrever aqueles longos anos foi enterrada.

29 abril 2009

Mais uma conversa de MSN

Mr. Cubic : dakela que foste bebado para as aulas devem ter sido umas loiras que te deram a volta a cabeÇa lol1
Mr. Cubic : lol2
Marco :: : e nao so...
inês. : ou morenas. :x
Marco :: : foi tanta coisa diferente...
Mr. Cubic : umas moreninhas...
Mr. Cubic : lol1
Mr. Cubic : és um mulherango :D
Mr. Cubic : mulherengo
Mr. Cubic : lol2
Mr. Cubic : o marco gosta delas loiras...> vai para a suécia lol1
Marco :: : loiras, escocesas...
Mr. Cubic : lol2
Mr. Cubic : hei!
Mr. Cubic : nao falemos de quiltes!
inês. : eu gosto disso!
Mr. Cubic : lol1
Marco :: : foi uma noite muito estranha
Marco :: : que eu normalmente n me meto com escocesas e daquela vez...
Marco :: : foram misturadas com as loiras
inês. : contem me!
Marco :: : escocesas= wisky
Mr. Cubic : eu nao sei de nd
inês. : tiraste a piada toda a coisa.

(*) já agora acrescento que loiras são cervejas.

28 abril 2009

If you want to understand the world logic is not enough...

Viagem de autocarro


tirada daqui.

Hoje acabei por ir ao recinto do enterro, não tinha grande vontade mas fui e diverti-me. No retorno para casa vim de autocarro (sim, porque o recinto do enterro em Aveiro fica no estádio do Beira-Mar, que fica a alguns quilómetros valentes de Aveiro), estava sentado num daqueles banco virados para a parte de trás do autocarro e quando olhei pela janela apercebi-me que estava a olhar para de onde tinha vindo e não para onde ia. Este pensamento alastrou-se pela minha vida, vi momentos passados e fui caracterizando-os como vitórias ou derrotas. Cheguei então a um momento, não o consegui caracterizar como vitória nem como derrota mas, ao ver onde ele me levou vi uma enorme série de derrotas com vitórias esporádicas e insignificantes. Moral da história... fumar é uma estupidez.

(Não, eu nunca fumei)

25 abril 2009

Jizz in My Pants



by The Lonely Island

Encontrei este grupo no blog do Nuno Markl parti-me a rir com o vídeo que lá está e procurei mais. Aconcelho a procurarem por mais deles. :D

23 abril 2009

A expandir as fronteiras do blog

Vou expandir as fronteiras temáticas deste blog para a culinária! É verdade, e para começar deixo aqui uma receita.

Arroz de Feijão - 4 pessoas
Dificuldade de concepção - Média
O meu prato favorito - Muito provavelmente

Ingredientes
-Óleo/manteiga/azeite
-1 Cebola
-1 Dente de alho
-3/4 embalagens de ketchup do McDonalds(ou 3/4 colheres de sopa)
-1 folha de louro
-bacon (uma embalagem de 150g)
-1 lata de feijão encarnado -> passar por água
-1,5 canecas de arroz(aproximadamente 300g) ->passar por água
-carne de porco Q.B.

Preparação

Há duas formas muito parecidas mas com uma ligeira diferença de fazer este prato. A diferença esta na preparação da carne, as partes diferente ficam a vermelho e a azul. Cozer a carne em agua e sal antes de fazer o resto. Meter um pouco de óleo na panela, picar a cebola e o dente de alho. Meter o tacho ao lume, deixar aquecer o óleo e depois juntar o bacon e ir mexendo(lume médio). Quando o bacon alourar (não muito) meter a carne de porco a cozer com o bacon, meter a cebola, o alho e a folha de louro e mexer até a cebola alourar. Meter a carne(anteriormente cozida) na panela. Meter as embalagens de ketchup, misturar e acrescentar o feijão, deixar o feijão mal tapado com água. Uma pitada de sal e provar e um toque de piri-piri e ir provar até aparecer o gosto certo. Acrescentar 1/2 colher (de chá) de sal groso. Acrescentar 2,5 vezes o (volume de arroz) em água (3,75 canecas). Meter o volume no máximo e provar para ver o sal(é preferivel ficar por defeito do que por excesso). Meter o arroz e mexer. Baixar o lume e tapar o tacho. Esperar até o arroz ficar pronto.

Se tiverem dúvidas perguntem ;)

22 abril 2009

Road to Ruin...

Deixo aqui um desabafo. Gosto demasiado de ti e é por isso que me desapontas com mais facilidade que qualquer outra pessoa. A culpa não é tua que eu espere sempre mais de ti, nunca mostraste ser melhor que qualquer outra pessoa. Sim, estou cansado. Sim, é desse cansaço que vem este desabafo. Ás vezes parece que te tentas afastar para eu não ver que também és um ser humano, mas eu não preciso de ver para o saber e sofrer por isso. Não te espero perfeita, pelo menos de uma forma racional, não há ninguém assim. À muito tempo atrás tomei uma série de decisões que, embora não fossem as melhores, continuo a ter de seguir. No entanto não sei por quanto tempo me vou manter fiel a elas.
No fim de contas... quero e não posso querer.

Sorte no jogo...

...azar no amor. De uma forma ou de outra sempre fui um rapaz com uma considerável sorte em vários níveis, mas não no amor. Já provei a minha sorte quando fiz muito com muito pouco, quando tirei o código por vontade divina, quando no momento decisivo o melhor acontecia. Não sei se vai durar para sempre mas é bom enquanto dura.

19 abril 2009

Algo de muito errado se passa.

Hoje vi o Francisco Louçã a falar bem dos EUA no jornal da noite da SIC.
Quando encontrar o vídeo meto aqui.

edit: não encontrei... talvez estivesse noutro canal de tv.

16 abril 2009

Hitler no Twitter português



Vejam os vídeos relacionados que valem a pena :D

Encontrei isto algures no www.planetgeek.org

14 abril 2009

Sabedoria

Deixo aqui duas pérolas de sabedoria passadas a mim por um dos maiores sábios dos nossos tempos, talvez mesmo o maior sábio de todos os tempos!

O que é uma mulher grávida de uma menina?
Kit de limpeza com recarga.

O que é uma mulher grávida de um menino?
Kit de limpeza com instruções.

(Peço desculpa a quem se sentir ofendido mas não resisti.)

11 abril 2009

Olha pronto!


Quantos anos tem esta imagem? Foi tirada hoje...

08 abril 2009

Oh Oh I Love Her So



by Ramones
(não encontrei com melhor som... tb não procurei muito)

07 abril 2009

Exame de código

PASSEI! Com 3 erradas mas passei! :D

06 abril 2009

A cada dia que passa...

... fico mais nervoso com o que está para acontecer nesta terça-feira. Tenho exame de código e não me sinto suficientemente preparado.

02 abril 2009

O que se passa comigo?

Comecei a semana bastante bem com a noticia de um 18.9 a cálculo II logo na segunda-feira, mas a partir dai foi sempre a piorar. Na terça-feira tive um teste a Nano que não correu tão bem quanto devia. E o cansaço foi-se acumulando e não fiz nada do que queria. Na Quarta-feira mais cansaço e continuei sem fazer nada do que queria. Hoje... pá, que horror... Não fiz nada do que queria e ainda estou mais cansado, não só física mas também psicologicamente...

30 março 2009

Prontos?

Estão pronto para coisas muito pequeninas? Prontos para nano-coisinhas? Eu não e duvido que alguma vez vá estar...

hmmm?...

Está aqui qualquer coisa de diferente...

28 março 2009

Deliberation



by Katatonia

Um sempre às vezes...

Às vezes sinto que esgotei o meu inesgotável poço de ódio e que por isso posso voltar a amar. Às vezes parece que aprendo directamente com Deus a actuar de formas misteriosas, a não ser directo. Às vezes quero dizer que te amo, só para na vez seguinte continuar a guardar esse segredo com toda a minha força.

27 março 2009

C3.2 Fundação do Império

A história do império começa quando o líder do povo do Este, Gil I, unificou as quatro tribos que rodeavam o lago e a tribo que vivia na ilha. Esse ano é o ano zero do império, o ano da coroação de Gil I como imperador.
Tudo começou 25 anos antes da coroação, quando a tribo de Oeste, lideradas por Joel I, organizava frequentemente ataques as cidades das tribos do Norte, liderada por Miguel I, e do Sul, liderada por Gabriel I. Tanto a tribo do Norte como a do Sul não conseguiam fazer frente a estes ataques devido às diferenças de mentalidade entre elas e a tribo do Oeste, que era muito mais agressiva que qualquer uma das outras que rodeavam o lago. Ao aperceber-se desta situação Gil I viu que esta era a sua oportunidade de aumentar a sua influência sobre as restantes tribos da região. Assim enviou emissários às tribos do Norte e do Sul oferecendo-lhes ajuda em troca de tratados e alianças para combater a tribo do Oeste, ajuda essa que foi prontamente aceite. No Inverno do ano 20 antes da coroação dois exércitos da tribo do Este iniciaram uma caminhada rumo as fronteiras das tribos do Norte e do Sul com as do Oeste, um exército para cada fronteira. O exército que viajou para as fronteiras do Norte era liderado por Gil I e o exército que viajou para as fronteiras a Sul era liderado por Rafael, o filho mais novo de Gil I.
Após o exército de Gil I se ter reunido ao exército das tribos do Norte, no verão do ano 19 antes da coroação, marcharam para Sul onde enfrentaram um exército da tribo do Oeste. Gil I, que não estava preparado para a brutalidade da tribo do Oeste, conseguiu uma vitória a um custo enorme e só conseguiu essa vitória porque as forças combinadas das Tribos do Este e do Norte eram mais do dobro das forças do Oeste. Esta difícil vitória atrasou os planos de Gil I em alguns meses e só no final ano 18 antes da coroação é que os exércitos conjuntos do Norte e do Este voltaram a marchar para o território da tribo do Oeste, mas desta vez Gil I já estava preparado e conseguiu uma série de vitórias antes de voltar para Norte no ano 16 antes da coroação.
Entretanto no Outono do ano 19 antes da coroação o exército de Rafael juntou-se ao exército da tribo do Sul. Devido ao Sul ser maioritariamente deserto o exército disponibilizado pela tribo do Sul era de cerca de um terço do exército do Norte e o exército de Rafael era cerca de três quarto do exército de Gil I. Quando os exércitos de Rafael e do Sul enfrentaram o exército do Oeste estavam quase em igualdade numérica. Foi nessa primeira batalha que o génio militar de Rafael se revelou e conseguiu uma impressionante vitória, embora com bastantes baixas. Assim os exércitos combinados continuaram a sua ofensiva e tomaram uma série de cidades à tribo do Oeste até voltar para o território da tribo do Sul no ano 16 antes da coroação.
Quando Gil I teve conhecimento das vitórias de seu filho a Sul apercebeu-se que podia ganhar mais com este conflito do que aquilo que inicialmente imaginava, então, em vez de exigir a rendição incondicional ofereceu os mesmo tratados e alianças que oferecera às tribos do Sul e do Norte. No Outono do ano 15 antes da coroação Joel I aceitou as condições que lhe eram impostas, pois a sua tribo estava esgotada por quase dez anos de guerra quase continua e em enorme desvantagem numérica.
Após a aceitação do fim do conflito a reputação de Gil I aumentou enormemente por toda a região do lago especialmente graças às vitórias de Rafael. Assim no ano 10 antes da coroação todas as tribos que rodeavam o lago assinaram o "Acto do Império", este acto previa a governação das tribos unidas pelos tratados e alianças anteriores por um concelho constituído pelos lideres dessas tribos.
No ano 8 antes da coroação Gil I propôs ao concelho a união da tribo da ilha com o império, após alguns meses de deliberação o concelho aceitou e no ano 7 antes da coroação um emissário foi enviado à ilha. Quando o emissário voltou no ano 5 antes da coroação com as noticias da aceitação da tribo da ilha em juntar-se ao império a reputação de Gil I cresceu ainda mais. Por fim no ano anterior à coroação o "Novo Acto do Império" foi assinado por todos os lideres das tribos. Com a assinatura deste acto ficou acordado o cargo de um primeiro imperador eleito pelo concelho e que teria sucessão hereditária, a perda de influência do concelho em detrimento do imperador e ao aumento da influência dos lideres das tribos nas suas tribos. Gil I foi assim facilmente nomeado primeiro imperador.

Love Song



by Korn

22 março 2009

Sozinho

"Sentado numa cadeira passo um dia sozinho, um dia igual ao de ontem e ao dia antes desse e ao antes desse... A memória retirou-me a família e o tempo a vontade de viver. A alegria torna-se num conceito tão abstracto e tão incompleto. O mundo à minha volta desmorona-se e eu espero pelo amanha, o amanha que será igual ao dia de hoje, para o levantar. Perco o tempo e assim as horas, os minutos, os segundos deixam de fazer sentido. Levanto a cabeça e volto a deixar cair-la, nem sei se estou vivo ou se estou morto. A imagem de uma companhia faz-me estremecer os cantos da boca, uma companhia não existe. Suspiro por um último suspiro que nunca mais chega..."

21 março 2009

C3.1 Um mundo à parte

As nossas personagens moram num planeta diferente do nosso, nesse planeta existe um império e é nesse império que eles habitam.
Geograficamente este império é composto por um conjunto de povos que rodeiam um grande lago. De uma forma geral a Este estendem-se montanhas quase impenetráveis,conhecidas como as Montanhas Grandes, a Sul poisa um grande deserto arenoso, a Oeste encontram-se planícies verdejantes e a Norte situam-se florestas serradas. Entre as planícies a oeste e as florestas a norte encontra-se uma formação montanhosa, embora não tão grandes quanto as montanhas a Oeste, e conhecidas por Montanhas Médias, é na zona em que estas montanhas tocam no lago que se encontra a capital do império. No centro do lago existe uma grande ilha.
Nas suas fronteiras existe um sem número de nações. Politicamente o império é dividido por um poder central e por um poder regional. O poder central é constituído por um concelho e por um Imperador, já o poder regional é composto por senhores lideres dos seus povos. O senhores locais são de extrema importância e chegam a ser mais influentes que o concelho.
No que diz respeito ao mapa demográfico do Império ele é composto por 6 povos principais: povo que habita a grande ilha no centro do lago, o povo que habita o deserto do Sul, o povo que habita a região sul das planícies a Oeste, o povo que habita a região norte das planícies incluindo as Montanhas Médias, o povo que habita na região das florestas do Norte e o povo que habita a região das Montanhas Grandes.

20 março 2009

Some people

Some people say it's wonderful to be in love, but, well... I hate it...

Aconteceu... outra vez!

Neste momento odeio-me com muita intensidade!

19 março 2009

Continuação da tatuagem

Passado uma semana (ou mais) a tatuagem começou a sair. Ainda se vê bem mas está menos carregada.

Ooooohhh!

18 março 2009

MacGyver

Parece que estão para fazer um filme do MacGyver, porreiro pá!

17 março 2009

Se um dia...

...enquanto formos amigos fizermos sexos, será como se já o tivéssemos feito antes. Já reagimos como se assim fora. Já nos tentamos ignorar numa vã tentativa de não falarmos sobre isso, numa vã tentativa de não o voltar a fazer. Estávamos a precisar e como amigos que somos, ou que éramos, fizemos-lo. Foi só uma vez, uma única vez apoiada pela razão. Uma única vez que não era suposto alterar a nossa relação. Mas o que somos nós, agora, mais que estranhos que se conhecem como ninguém?

13 março 2009

C2.2 Pergunta

Um dia Alex perguntou a André porque costumava usar aquele pin em forma de escudo e levou como resposta um "Porque gosto dele.", André não queria dizer o seu verdadeiro motivo. Para Alex a resposta foi perfeitamente aceitável, para outra pessoa aquilo podia não ser suficiente e necessitaria de qualquer coisa mais racional ou mais complexa para alguém andar todos os dias com o mesmo pin.
As pessoas são algo de bastante interessante. Quando alguém interroga outro alguém sobre o que nos distingue dos outros animais é normal ouvirmos como resposta o sermos capazes de sentir, de amar ou de sofrer. Mas o que realmente nos distingue? Não, não é a nossa capacidade de sentir, de amar ou de sofrer, há animais que também o fazem. Essas capacidades apenas nos aproximam dos restantes animais irracionais. Então, o que é que nos realmente distingue dos restantes animais? Quantos outros animais conseguem destruir uma espécie inteira só porque lhes apetece? Para a maioria dos restantes animais isso levar-los-ia à extinção, mas para nós torna-se algo quase trivial. Então é essa capacidade de destruição quase sem limites que nos distingue dos restantes animais? Ainda não, não é só a capacidade de destruição como também a crueldade desnecessária que podemos usar no nosso dia a dia. Ainda não chegamos ao que nos realmente distingue dos restantes animais mas, já estamos bastante próximos. Temos a habilidade de aprender e passar os nossos conhecimentos ás gerações futuras, as gerações futuras iram ter acesso ao nosso conhecimento e vão poder aprender ainda mais durante as suas vidas, criando assim um cada vez maior conhecimento acumulado. Por fim, alguns de nós sentem, alguns de nós amam, alguns de nós sofrem, alguns de nós destroem, alguns de nós são cruéis e alguns de nós aprendem. Creio que no fim de contas a maior diferença entre nós e os restantes animais é não haver homogeneidade, cada pessoa é uma ilha.

12 março 2009

Hoje

Hoje é um dia em que sinto uma enorme necessidade de escrever qualquer coisa e não sei o quê! Parece que ando meio (ou todo) parvo e não sei o que fazer, ando com umas atitudes que não me agradam nada. Em compensação hoje joguei voleibol melhor do que é normal, o que continua a ser bastante mau.

11 março 2009

333

É o numero de vezes que este blog foi carregado até agora.
Quando alguém vir isto o número já deve ir no 334+, lol.

09 março 2009

Noite

Dantes era símbolo de medo e incerteza, agora é sinónimo de divertimento...

Há cada coisa

Gosto de ti, mas de uma forma muito estranha. Quem és? Não sei.

C2.1 Luís

Embora sem saberem, André e Jorge eram meio-irmãos. O seu pai era Luís, um jovem escritor. Ele conseguia escrever os mais belos poemas possíveis, belos não por serem alegres, mas por transmitirem com uma arrepiante precisão o que ia dentro dele. Luís costumava andar com três pins, um em forma de escudo, outro em forma de espada e um último em forma de pena. Na altura em que concebera André e Jorge os seus poemas estavam a ficar cada vez mais negros, mais tristes e mais solitários. Poucos dias depois de os conceber suicidou-se, nunca chegou a saber que eles tinham sido concebidos. Nos dias em que concebeu André e Jorge deixou o escudo e a espada com aquelas que viriam a ser mães deles e as mães passaram os pins aos filhos. Quando Luís foi enterrado levou consigo a pena ao peito. As mães nunca chegaram a saber o que acontecera aquele jovem escritor que nunca mais as tinha contactado, que nunca mais tinha atendido o telefone, que nunca mais respondera as suas cartas. André guardava o seu pin, em forma de escudo, na esperança de um dia o encontrar o seu pai, na esperança de um dia deixar de se sentir rejeitado por aquele que o trouxe a este mundo. Jorge por sua vez guardava o seu pin, em forma de espada, para não se esquecer do que vivera enquanto criança sem pai, para nunca se esquecer de odiar aquele que o trouxe a este mundo.
André e Jorge não partilhavam o seu passado com outros, nenhum deles sabia que o outro nascera sem pai, no entanto sentiam que embora fossem tão diferentes havia qualquer coisa que os unia. André era magro e Jorge era bem composto, mas tinham vários traços em comum e a maior parte das pessoas acabava por os achar parecidos.

08 março 2009

Tatuagem

Hoje correu-me pela cabeça fazer uma tatuagem, mas não era uma tatuagem normal e o que me deixou interessado foi a técnica. Usar um porta minas para fazer a tatuagem foi algo que me deixou demasiado curioso para resistir e agora tenho uma estrela de David na mão esquerda.Sim, usei a mão direita para a fazer. Já lavei a mão com água e sabão e também com álcool etílico e a estrela continua lá. Quando desaparecer eu aviso.

Para aqueles que duvidam da minha sanidade mental, acho que esta é a prova definitiva de como já não tenho muita (ou mesmo alguma).

05 março 2009

Sweet Dreams

Hoje passei o dia todo com esta música na cabeça e foi a versão dos eurythmics!
Já agora deixo também a versão dos Marilyn Manson na qual adoro o som da guitarra logo no início!

Editado: E passei o dia de hoje (dia 5 de Março) com a versão dos Marilyn Manson na cabeça... -_-

04 março 2009

É a vida

Às vezes tenho a sensação de que estou a apaixonar-me outra vez... o que não me agrada nada!

03 março 2009

Vodafone ADSL

Ontem chateie-me com eles porque aparentemente tráfego ilimitado significa menos de 250Gb de tráfego(uploads+downloads). Mas hoje já resolvi tudo.

Noddy



A cara das crianças é imperdível....

28 fevereiro 2009

C1.6 - Mas, e se...

- Mas, e se os vossos adversários usarem essas tácticas contra vocês? - Perguntou André.
- 'Tamos lixados... - Respondeu Fred instantaneamente.
-Não necessariamente. - Disse Alex enquanto Jorge acenava com a cabeça em concordância. - Depende de muita coisa e teria de fazer várias alterações a táctica inicial mas não seria necessariamente o meu fim.
- Exacto! - Exclamou Jorge por fim.
- Bem temos de ir para a próxima aula. - Terminou André.
E foram, mas para Alex e Jorge não saia das suas cabeças uma questão, "o que fazer quando usam as suas tácticas contra eles?". André passou outra vez a aula toda com a cabeça nas nuvens e Fred até prestou alguma atenção.

19 fevereiro 2009

C1.5 - Café

- Vamos beber um café? 'Tou a morrer de sono. - Dizia Fred ao aproximar-se.
Os amigos concordaram e foram até a uma máquina de café nas redondezas.
Mas quem era Fred e Alex? Dois rapazes nascidos no mesmo ano com poucos dias de diferença e conheciam-se praticamente desde então. Ambos nascidos de erros amorosos, o que moldava fortemente a sua maneira de pensar. Para Fred a mulher da sua vida teria de estar de igual para ele, ser independente dele, inteligente e auto-suficiente. Para Alex a mulher da sua vida não existia e o seu fado era morrer sozinho e infeliz. Assim, nenhum deles procurava um amor da sua vida. No outro canto do espectro encontrava-se André que, a seu ver, já tinha encontrado o amor da sua vida e já o tinha perdido.
Ao aproximarem-se da máquina do café encontraram Jorge a tirar um café. Cumprimentaram-lo, tiraram os seus cafés e foram-se sentar numa pequena mesa redonda. Enquanto uns mexiam o café já outros o bebiam. Jorge era sempre o último, para ele o café tinha de ficar com a temperatura e com a homogeneidade perfeitas. De facto Jorge demorava tanto tempo a mexer o café que os outros acabavam por ficar fartos. Fred puxou conversa sobre o jogo de estratégia do momento.
- Deve ser igual aos outros todos desse género - Comentou Jorge - As minhas tácticas nesse tipo de jogo são sempre do mesmo género e nunca falham: começas por ter uma economia forte, continuas a criar um exército forte, vais aparando os ataque do inimigo e no fim atacas para a vitória final.
- Esse tipo de estratégia funciona bem em jogos mais simples, do género do Age Of Empires, mas num jogo mais complexo, do género da sequela Total War isso revela-se insuficiente. - Retorquiu Alex - Nesse caso as tácticas a usar variam muito com o tipo de adversário. Se eles tiverem unidades mais fracas ou tão fortes quanto as tuas podes atacar com algum desleixo, mas se tiverem umas unidades mais fortes então o teu ataque não pode ser puramente militar. Neste caso são precisas técnicas morosas de cerco e destruição económica do adversário antes da vitória final.
- Eu acho que mesmo para adversários mais fracos não deve haver desleixo. - Mencionou Fred.
André ficou a ouvir a conversa, dos presentes era o que menos falava, o mais tímido.

18 fevereiro 2009

C1.4 - Uma aula

Fred e Alex chegavam a sala onde iam ter uma aula já começada. Entraram, procuraram André e silenciosamente sentaram-se ao lado dele.
- Já começou à muito tempo? - Perguntou Fred a André na esperança de um "não" como resposta.
- À cerca de dez minutos. - Respondeu André sem virar a cara.
- Podia ser pior... - Comentou Fred.
- Dificilmente! - Respondeu-lhe Alex.
Alex não gostava de chegar atrasado e de facto preferia faltar a chegar a meio de uma aula. Sentia que atrasar-se era uma falta de respeito. Fred, pelo contrário, preferia chegar a cinco minutos do fim do que dizer que faltou. O curioso é que se não fosse Fred, a quem Alex culpara pelo atraso, o mais provável era Alex chegar a sala e antes de entrar olharia para o relógio e desistiria da aula. Passaram o resto da aula com alguma atenção e embora André parecesse o mais atento era quem estava mais distraído pensando para com os seus botões em tudo menos no que devia. A aula acabou e os alunos saíram. Já lá fora Alex comentou para André:
- O Fred é pior que as testemunhas de Jeová! Ainda hoje quando se encontrou comigo tentou falar sobre um artigo qualquer sobre como argumentar contra os que tentam calar os ateístas.
- E tu disseste aquilo que costumas dizer para o calar?
- Yah!
- Por quanto tempo vais continuar a dizer-lhe que o ateísmo é a religião da não religião e que o seu deus é a Ciência Empírica? É que nem tu acreditas nisso!
- Até ele parar de me chatear com isso! Ele sabe que eu detesto discutir sobre dois temas e que um deles é a religião! - Respondeu Alex, mas de facto ele acreditava naquilo, embora não de uma forma tão fria como mostrava a Fred - A ti ele não chateia muito, és católico assumido. Já para mim que, não tenho religião assumida, ele continua a chatear-me com isso a ver se eu me descaio para o seu lado.
André era de facto católico por influência da sua mãe, embora já não fosse todos os domingos a missa continuava a assumir-se como tal, rezava regularmente a Deus e defendia a sua religião daqueles que a atacavam com unhas e dentes (não de uma forma literal!). Pouco depois Fred, que ficara um pouco mais na sala para tirar algumas dúvidas, aproximou-se deles.

17 fevereiro 2009

C1.3 - Novo Dia

Alex, cujo verdadeiro nome era Alexandre, debatia-se contra os lençóis, o frio e a preguiça para sair da cama. Por fim levantou-se vitorioso arranjou-se e foi ate à porta de um café que ficava na rua da sua casa onde esperou por Fred, cujo verdadeiro nome era Frederico. Não passara mais de um minutos até Fred chegar.
- Desculpa o atraso?
- Tive aqui mais de meia hora à tua espera!
- Epá, é que ontem tive até as 4 da manha a ver uns blogues, hoje quando acordei já tinha passado a minha hora do banho e tive de esperar que o Rui se despacha-se para poder ir tomar banho.
Rui era um companheiro de casa de Fred que ficava para último na lista do banho por ser o mais rápido a despachar-se.
- Graças a isso hoje acabei por não tomar pequeno-almoço! Mas pronto, ficas-me a dever uma! - disse Alex começando a andar para o seu destino, Fred sigui-o e começou nova conversa:
- Mas ontem encontrei um artigo num blogue sobre como argumentar contra os argumentos usados para calar os ateístas!
- Parabéns! - Exclamou Alex fazendo uma cara de enjoo.
- A sério! Aquele artigo estava espectacular! Por exemplo...
- Já sabes que esta conversa não vai alterar as minhas crenças, também sabes que há dois temas sobres os quais eu não gosto de discutir, sendo a religião um deles! - Interrompeu Alex com uma tom irritado na voz.
- Pois, relativamente a esse... - Fred não disse mais nada ao ver a cara do amigo ficar claramente irritada.
- Meus Deus! Tenho de repetir tudo o que já disse-te sobre o que acho? Sobre como acho-vos patéticos na vossa religião que é a não-religião? Da forma como constantemente invocam o vosso deus denominado Ciência Empírica para tudo e para nada? E...
- Já sei, já sei! Vais dizer que Deus existe e que a religião é uma criação do homem e como tal é algo corruptível, mas que desde que uma religião não tente impor-se tu não te chateias com isso e cada pessoa pode ter a religião que quiser desde que não seja uma dessas religiões que se tentam impor a tudo e a todos. Por fim vais acabar com um "independentemente do que tu vais dizer eu não mudo a minha opinião!"- Desta vez era Fred com uma cara de desanimo a interromper Alex. Alex esboçou um sorriso e comentou:
- Pronto! 'Tás a ver como aprendes depressa? Agora vamos mudar de conversa!
- Mas mesmo assim...
Mas Fred não se atreveu a continuar e disfarçadamente mudou de tema. Pelo caminho falaram de banalidades, como o caso do clima que estava cada vez mais frio, do Benfica de quem eram adeptos e continuava a ter resultados insuficientes e pouco antes de chegarem ao seu destino discutiram algumas matérias dos seus estudos. Nenhum deles era um aluno propriamente brilhante, mas também não eram maus. Raramente deixavam cadeiras por fazer e ainda mais raramente faziam com mais de 15.

C1.2 - O Caminho

André saia do comboio, estava cansado, ensonado e com uma certa fome, mas lá no fundo isso não o importava. Via isso como parte da sua condição humana e quanto a isso não havia muito a fazer. Decidira comer qualquer coisa pelo caminho da estação até sua casa e quanto ao resto seria resolvido no seu devido tempo. Enquanto caminhava pensava na sua vida, nos seus estudos e no que iria fazer quando chegasse a casa. Não tinha nada de especial para fazer pelo que iria por-se em frente do computador, talvez dar uma vista de olhos numa qualquer matéria esquecida nas mãos do tempo. Já não pensava no rapaz com o Ambiente de Trabalho cheio de icons nem na criança do banco de trás que o observara com a curiosidade própria da idade. Apenas caminhava com a cabeça na lua, até que de repente alguma coisa o despertou, uma rapariga. Nunca tinha visto aquela rapariga em toda a sua vida e possivelmente nunca mais a veria, mas os seus traços faciais empurraram a memória de uma rapariga que conhecera e por quem se apaixonara. Tinha sido à muito tempo e já pouco ou nada sentia por ela, no entanto a dor da rejeição ainda o atormentava. Já se tinha apaixonado por duas ou três raparigas durante a sua existência, no entanto nunca fora correspondido. Interrogava-se se alguma vez iria encontrar aquela pessoa especial com quem quereria passar o resto da sua vida e respondia-se negativamente. Pensava em qual das personagens principais do livro que andava a ler se identificava mais, no entanto havia aquele pormenor na sua vida amorosa nunca correspondida que o separava de todos eles. Todas aquelas personagens de uma forma ou de outra, com mais ou menos separações e com mais ou menos traições acabavam por ter alguém especial com eles.
Parou para comprar uma sandes e continuou a andar. Para André andar na rua à noite fazia com que ele se sentisse-se vivo. O perigo, que a bem verdade não era assim tão grande, mantinha-lo desperto e alerta numa sensação que ele aprendeu a gostar na sua vida tão sem sal. Pensava nas diferenças entre o amor e o ódio e como é possível amar e odiar uma mesma pessoa. Lembrava-se como aquela rapariga em quem confiou, contou-lhe o que a ninguém tinha contado e esperou o seu melhor e acabaria por deixar-lo uma vez mais desiludido. Não esperava a perfeição vinda dela, sabia por experiência própria que ninguém é perfeito, mas mesmo assim as falhas que ela lhe mostrara formaram um poço de ódio no seu coração. Assim, agora sempre que a via ou sempre que pensava nela, dividia-se entre uma parte que a queria amar e outra que a queria odiar mas, no fundo não sentia nada por ela. Acabaria por chegar a casa, pousar as malas no chão e tal como tinha previsto sentou-se em frente ao computador, procurou as últimas novidades daquele mundo virtual deixou um qualquer comentário num qualquer site e viu os seus emails. Como sempre não havia grandes novidades. Passou por mais um ou outro site e foi deitar-se. Na cama continuava a ler o seu livro e continuava a interrogar-se sobre a personagem com a qual melhor se identificava.

16 fevereiro 2009

C1.1 - Viagem

Uma viagem de comboio como tantas outras que André fez ao longo da sua vida, distraia-se a ler um livro, o seu livro favorito. Uma criança particularmente irrequieta com sua avó no banco de trás observava-o. Teria dois ou três anos no máximo, já andava e volta e meia fugia à sua avó na ânsia de conhecer o mundo. Ânsia tão comum naquela idade de exploração, mas naquele momento observava André. André sentiu-o e olhou a criança de volta, não sabia o que passava na cabeça da criança, era-lhe impossível compreender por inteiro, no entanto sabia que provavelmente como rapaz de cabelo comprido que era se tornava numa raridade para aquela criança com a curiosidade no seu auge. Ao fim de breves segundos a criança cortou o olhar e voltou para a sua avó. André continuou a ler o seu livro, A Insustentável Leveza do Ser de Milan Kundera. A história de um homem e de uma mulher, que se bifurca na história da amante desse homem e um outro homem de quem ela se torna sua amante. Obviamente essa é a história, no entanto mais do que uma história esse livro era um universo de pensamentos e filosofias. Há bom livros, cuja história e a ânsia de saber o que vai acontecer, nos prende e nos obriga a ler só mais uma página até não haver mais páginas e obriga-nos a continuar no volume seguinte. Mas nesse livro ele não se sentia obrigado a ler continuamente, a história acabava por não ser nada de mais, mas cada vez que lia uma linha sentia-se a partilhar de um conhecimento acumulado pelo autor.
Volta e meia a criança voltava a observa-lo mas ele fingia que não reparava e continuava a ler o seu livro interrogando-se com que personagem ele se identificava mais. Numa paragem entrou um rapaz que se sentou alguns bancos a sua frente, André continuou sem ligar ao mundo que o rodeava, tentando entrar no universo do autor, nas atitudes das personagens e nas suas dualidades e dúvidas. Acabou um capítulo e olhou em frente. Viu o rapaz que tinha entrado na última estação e entretanto ligado o seu portátil. Reparou num Ambiente de Trabalho cheio de icons e um pensamento involuntário de superioridade correu-lhe na cabeça "Burro! Quem é que ainda não sabe que ter tantos icons no Ambiente de Trabalho torna o arranque incrivelmente mais lento!". Mas esse pensamento rapidamente se desvaneceu e tornou-se numa série de interrogações "Porque é que ele haveria de saber aquele quase pormenor? Porque é que ele haveria de querer ter o seu arranque mais rápido? Porque é que eu me senti superior a ele por saber aquilo?". A primeira pergunta era simples de responder com um "só pode saber o que sabe e se ninguém lhe disse é normal que não saiba", a segunda na sua cabeça tornava-se num "Mas quem é que não quer perder o mínimo tempo possível?", mas a terceira deixou-o de rastos num sentimento de inferioridade provocado por aquela falsa sensação de superioridade. Sentiu-se envergonhado e continuou a ler o seu livro até chegar a sua estação e sempre com aquele sentimento de inferioridade e culpa por se julgar superior sem motivos para isso.

12 fevereiro 2009

Excessos

Nunca valem a pena. São feios. Desnecessários. Evitáveis. No entanto há sempre alguém que lhes acha piada... Valha-nos a estupidez humana e a sua imaturidade!

11 fevereiro 2009

É cega ou não quer ver?

dui lawyer newport beach


Há quem diga que a justiça é cega, não sei se é ou se não quer ver. Todos os dias vejo situações que me deixam desconfiado quanto à natureza dela. Não só da justiça dos tribunais, mas do dia a dia. Uns dizem que só com tachos e cunhas se chega a algum lado, outros ainda querem acreditar que com trabalho e demonstração de habilidades lá chegam. Quero pertencer ao segundo grupo, mas não sei se sou suficientemente trabalhador ou particularmente habilidoso. No fundo a justiça é como a sua imagem, não é cega e quer ver, mas tem os olhos tapados. Será justo o fotografo que é convidado a ir a um casamento, no casamento tira fotografias de desleixo técnico e cobra um pequeno balúrdio pelas fotos aos convidados? Não mostra habilidade para fazer o que é suposto e no fim quase goza com os que querem uma recordação daquele momento tão especial. No fim de contas, há tantos casos de não justiça na sociedade do dia a dia que ela reflecte-se nos tribunais, não fossem os tribunais uma extensão desta sociedade.

10 fevereiro 2009

Windus FTW!!!

Só digo isto, que depois disto, se torna algo de previsível. Eu acho que é um tanto óbvio que a utilização de certos sistemas operativos conhecidos pela falta de segurança em sistemas de defesa não podia dar grande resultado. Mas pronto, cada um é que sabe de si.

p.s.: Sim, continuo com títulos irónicos.

09 fevereiro 2009

YEH!

Regresso as aulas!
Eu quero ter férias... assim como quem não quer a coisa, umas férias até davam jeito... E sim, hoje espalhei-me ao comprido no exame.

p.s.: Para quem não percebeu o "YEH! Regresso as aulas!" é irónico.

07 fevereiro 2009

Curiosidade

Na próxima sexta-feira 13, pela 23:31:30 o tempo UNIX será de 1234567890.

06 fevereiro 2009

Find

Hoje dei com um novo (pelo menos para mim) motor de busca de nome Find. Pareceu-me interessante e em alguns teste que fiz deu resultados pretendidos/esperados com uma ou outra excepção. Tem um aspecto limpo e não tem alguns dos vícios do google. No entanto para as mesmas expressões testadas o google deu valores tão bom ou melhores e em menos tempo.

Para ver o que o futuro reserva a este motor de busca.

05 fevereiro 2009

Cego...

Pior que o cego é aquele que não quer ver... eu não quero ver que se sinto a tua falta. Não quero ver que penso em ti todos os dias, várias vezes ao dia. Não quero ver a aproximar-me de ti, porque não quero ver a afastares-te. Sobre tudo não quero ver a afastar-me de ti, porque não quero ver a aproximares-te de mim...

03 fevereiro 2009

bargh!

Na minha curta vida já errei muita vez. Já errei por não pensar e já errei por pensar de mais. Já errei por preguiça, sem dúvida a mais estúpida forma de errar! Também já errei por amor ou por ódio e pelos dois. Já errei por beber demais e no dia a seguir não me lembrava como tinha errado, apenas algo dentro de mim dizia-me para ter vergonha de ter errado. Quero pedir desculpa por algo que não sei, mas a vergonha é demasiada...

02 fevereiro 2009

O Estudo

Para estudar de forma eficiente não são necessárias várias horas nem todos os exercícios resolvidos, mas isso já toda a gente sabe. A forma mais eficiente de estudar que eu encontrei consiste em ler a parte teórica e resolver 2 ou 3 exercícios de cada capítulo. Sim, ler a parte teórica toda com o mínimo de cabeça dá trabalho e resolver exercícios ainda mais. Mas sempre que faço isto acabo por me safar. E vocês, que métodos de estudo preferem ou costumam usar?

Mudanças no blog

Resolvi fazer umas mudanças no template do blog porque o anterior começou a dar erros. Acabei por meter este template com a ajuda do xcubic (tem jeito para estas coisas ;))! Aproveito também para falar do meu contador de visitas para o qual é necessário clicar no icon no lado direito por baixo do titulo "visitas". Na pagina aberta tem acesso a várias estatísticas de visitas e na coluna da esquerda sobre "This site's statistics" há algumas opções de estatística adicional.